PELE E MANCHAS

Olá meninas…

Quero conversar com vocês sobre um assunto muito importante. O cuidado com a pele. O enfoque não será tão beauté e sim um alerta.

Sabemos que a pele é o maior órgão do nosso corpo e dessa forma devemos zelar por sua saúde.

Por exemplo uma pele limpa, com viço, sem manchas denota ótimos hábitos alimentares e cuidados tópicos.

O uso do protetor solar é indispensável para prevenir o aparecimento de manchas.

Falar sobre manchas é um assunto seríssimo, e de extremo cuidado. Por isso não se deixe enganar por promessas milagrosas.

Quando notar uma pequena mancha em sua pele recorra imediatamente a uma dermatologista de confiança.

Quando falo de pele, não me refiro apenas ao cuidado do rosto e sim ao  conjunto total.

Para nós mulheres o foco sempre é maior no cuidado com o rosto, e empresas estéticas ou profissionais autônomos buscam cada vez mais explorar esse nicho.

Existe uma substância chamada Hidroquinona, que divide especialistas da dermatologia por seus prós e contras.

Fazendo uma pesquisa no Google, encontrei uma opinião muito importante de uma dermatologista:

Para quem não conhece, trata-se de um ativo muito usado para clareamento de manchas na pele, os famosos melasmas. Também conhecidos como mancha “asa de borboleta. A Hidroquinona foi descoberta na época da 2a. Guerra Mundial, pois clareava pêlos de gato preto. No período da sua descoberta foi um boom e muito utilizado para clarear manchas. Imagine um substância que clareia um pêlo preto de um animal o que não pode fazer com a sua pele?
 
Extremismos à parte, vamos ao que interessa. Se clareia a  pele? Realmente  clareia, mas a questão é que a Hidroquinona provoca a morte dos melanócitos (células que produzem melanina). Daí a pessoa passa a ter outra disfunção estética na pele… manchas brancas. E o pior? Não repigmenta, a não ser por outros métodos (tatuagem, pigmentação artificial definitiva…).
 
Diversos países da Europa, França por exemplo, já baniram o uso da Hidroquinona, por alegarem risco de câncer.
 
Mas por que alguns dermatologistas brasileiros ainda receitam a Hidroquinona, e o pior, a porcentagens altíssimas?
 
Justamente, porque a Hidroquinona até hoje é um ativo consagrado para alguns profissionais no tratamento de manchas. Mas os profissionais que se especializam e frequentam os melhores congressos e simpósios da área de Estética e Cosmetologia já sabem da existência de diversos outros ativos e ácidos com efeito tão bom quanto e que não oferece tais riscos à saúde e aparência da sua pele.
 
Alguns exemplos? Ácido azeláico, mandélico, ácidos vulcânicos etc.

Para que se arriscar tendo tanta opção boa e segura no mercado? Sem contar da famosa Vitamina C, que tem ação anti-oxidante e serve como preventivo.

Agora imaginem, se ocorre uma despigmentação em uma pele clara? pode até passar despercebido. E a despigmentação em uma pele morena?
A ocorrência de acne dependendo do seu grau pode deixar manchas escuras. Tanto peles claras ou morenas podem ser vítimas. Na adolescência é normal o aparecimento da acne, que pode deixar cicatrizes no rosto e nas costas. E a hidroquinona é usada também para a remoção dessas cicatrizes.
 
Por isso o uso da hidroquinona deve ser extremamente cauteloso, para que não produza um outro problema de pele além do que já está sendo tratado.
 
Resumo da história, confie os cuidados de sua pele somente a um dermatologista ou a um esteticista que passe por treinamentos constantes. Pois a área da cosmética renova-se a cada dia.
 
Enfim, meninas o post ficou longo e espero ter cumprido a missão que era passar o máximo de informação a vocês. Dessa forma, munidas de informação vocês podem selecionar melhor o profissional que cuidará de sua aparência.
 
No ano passado participei de uma beauty class da marca Clarins e sua treinadora Maria Cristina Abdias foi enfática em dizer que não existe redução total de manchas, e sim formas de amenizar sua tonalidade na pele.
 
Para quem tem tatuagem principalmente nas costas, o uso da hidroquinona para remover manchas deve ser mais criterioso ainda. O profissional deve ser altamente qualificado para que a hidroquinona não entre em contato com a tatuagem e promover a despigmentação do desenho.
 
Enfim, espero ter ajudado vocês e continuarei pesquisando pautas assim para conscientizar vocês.
 
Fonte de consulta: Andrea Andrade Beleza e Bem-Estar
 
Beijos,
 
Alessandra Castro
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s